Supervisão em contextos de educação e formação – Apresentação

A supervisão deverá ter em conta as diferenças de cultura e de contexto concretizadas na compreensão da cultura, nas orientações culturais, na interpretação do conhecimento, na pertença a comunidades, nas expressões e manifestações comportamentais e nos modos de distribuição e apropriação do poder.

Poderá ser assumida como um processo enquadrador da formação, com capital importância para os contextos; pressupõe investigação e ação e exige uma cultura de aprendizagem. Todas as situações de supervisão envolvem pelo menos quatro elementos: o supervisor, o supervisionado, o cliente e o contexto de trabalho.