A educação do futuro está aqui! #5

Neurociências e educação
A educação escolar vai mudar, depois das neurociências falarem?

2 de julho de 2019

As neurociências têm vindo a dar importantes contributos para percebermos o modo como aprendemos e como pensamos. Mais especificamente, os estudos sobre o cérebro, esse verdadeiro “órgão social”, como lhe chama Cozolino, ajudam-nos a perceber melhor como podemos e devemos pensar e apoiar o processo de ensino e aprendizagem, na hora de prosseguirmos o objetivo de proporcionar um desenvolvimento mais equilibrado a todas as crianças e jovens, a par de conseguirmos alcançar melhores resultados académicos.

Não sendo nosso propósito dialogar de modo particular e direto com neurocientistas, é importante não fugirmos, como educadores, ao encontro com estas principais aquisições das neurociências e da psicologia cognitiva. Por isso, a Fundação Manuel Leão, convidou dois reputados conferencistas espanhóis desta área para virem a Vila Nova de Gaia, seja para nos apresentarem essas aquisições, seja para connosco refletirem sobre as implicações mais diretas para o campo da educação escolar.

A oportunidade é excelente e teremos Chema Lázaro e Jesus Guillén connosco todo o dia de 2 de julho. De manhã apresentarão o quadro teórico e de tarde aprofundarão os seus contributos em diálogo contínuo com os presentes, divididos em dois grupos, um com cada palestrante.

“A educação do futuro está aqui” cá está de novo, no seu #5. Não podemos parar de compreender as mudanças que se operam no mundo, na economia, na cultura e na ciência, se queremos manter o projeto cultural da educação escolar algo vivo, atrativo e desafiante para todas e cada uma das crianças que nos são confiadas.

Ao mesmo tempo, podemos rever-nos, no termo de mais um ano letivo, e quem sabe, programas novas iniciativas para 2019/20.

Reservem a data e consultem o programa.

 

Joaquim Azevedo
Presidente da Fundação Manuel Leão


.  Programa  .  Comunicações  .  Informações úteis  .  Início