Formação

QUE FORMAÇÃO HUMANA PARA TEMPOS PÓS-HUMANOS?
Formação humana “é como um riacho que canta a sua melodia para a noite”: carismas, experiências e desafios

Programa
9h00       Acolhimento
9h30       Caminhos da Sociedade de hoje e desafios à Educação . Joaquim Azevedo
10h15     Debate alargado
11h00     Intervalo
11h30     Apresentação de resultados do levantamento realizado sobre os modelos de Formação Humana nos Colégios . António Filipe Barbosa
12h30     Almoço
14h00     Trabalho/reflexão por grupos e temas.

“Os jovens que nós educamos preparam-se para liderar os anos 2050. Qual será a contribuição da religião em vista da educação à paz, ao desenvolvimento, à fraternidade da comunidade humana universal? Como educaremos à fé e na fé? Como criaremos as condições preliminares para acolher o dom, para educar à gratidão, ao sentido de maravilha, às questões, para desenvolver o desejo de justiça e de coerência? Como educaremos à oração?”
CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA EDUCAR HOJE E AMANHÃ
Uma paixão que se renova, 2014

A escola e a universidade católica educam, antes de tudo, através do contexto de vida, do clima que os estudantes e professores criam, no ambiente em que desenvolvem as actividades de instrução e de aprendizagem. Esse clima é imbuído pelos valores não só afirmados, mas vividos, pela qualidade dos relacionamentos interpessoais que ligam os professores aos alunos e os alunos entre eles, pelo cuidado que os professores têm diante das necessidades dos alunos e das exigências da comunidade local, pelo claro testemunho de vida oferecido pelos professores e por todos os funcionários das instituições educativas.
CONGREGAÇÃO PARA A EDUCAÇÃO CATÓLICA EDUCAR HOJE E AMANHÃ
Uma paixão que se renova Instrumentum laboris 2014

A formação dos professores
A importância das funções educativas da escola e da universidade exprime quanto é crucial o tema da preparação dos professores, dos dirigentes, de todo o pessoal que tem responsabilidades no campo da instrução. A competência profissional representa a condição para que se possa exprimir melhor a dimensão educativa do acolhimento. Aos professores e aos dirigentes pede-se muito. Deseja-se que tenham a capacidade de criar, de inventar e de gerir ambientes de aprendizagem ricos de oportunidades; deseja-se que sejam capazes de respeitar as diversidades das ‘inteligências’ dos estudantes e de guiá- los numa aprendizagem significativa e profunda; exige-se que saibam acompanhar os alunos rumo a objectivos elevados e desafiantes, demonstrar elevadas expectativas em relação a eles, envolver e relacionar os estudantes entre eles e com o mundo… Quem ensina deve ambicionar, ao mesmo tempo, muitos objectivos diferentes, e deve saber enfrentar situações problemáticas que exigem um elevado profissionalismo e preparação. Para estar à altura de tais expectativas é necessário que essas funções não sejam confiadas a responsabilidades individuais, mas que seja oferecido um adequado suporte ao nível institucional e que na liderança não estejam burocratas, mas pessoas competentes.


 

DA DEPENDÊNCIA À APRENDIZAGEM BASEADA EM DISPOSITIVOS

Um encontro que abordará novas formas de encarar as tecnologias, tornando-as potenciadoras de aprendizagem. Animado por um grupo de professores e formadores, profissionais especializados na matéria e que atuam no terreno, num ambiente de apresentação e discussão contínuas, serão abordados os temas:

1. Utilização do telemóvel em contexto escolar: fora da sala de aula e dentro. Como melhorar o uso e a dependência, em termos educativos?
2. Potenciar os dispositivos móveis no ensino/aprendizagem: ao serviço de quê?
3. Que ferramentas se podem usar vs. que projeto de renovação pedagógica?
4. Quantos dispositivos disponibilizar por aluno, por grupo, por turma?
5. Cenários de aprendizagem: como se monta uma “sala do futuro” vs. como se introduzem na escola novos “cenários de aprendizagem?
6. Como preparar os professores na escola? Formação ou ação?

Formadores
Filipe Castro . Professor de Físico-Química, Virtual Team UAARE (Unidade de Apoio ao Alto Rendimento Escolar), Apple Professional Learning
Ana Medeiros . Professora de Físico-Química, Embaixadora dos “Laboratórios de Aprendizagem”
Sónia Ayres . Professora de Informática, Microsoft Innovative Educator Expert
Cláudia Pinto . Eng.ª Eletrotécnica, Samsung Tech Institute e Instrutora Cisco CCNA