Categoria: Poesia

Da flor que faz doer o sangue

“o silêncio do astro incomoda o cerco
do voo, princípio do fogo
como último agasalho.
as paredes revestem-se do coração
separam a distância da tempestade
amor íngreme de um gume seco
trago amargo da garganta que sulca
o papel, lavrado pelo nada das palavras.
pergunta o lugar
finges
não conhecer a saída
para os teus olhos.”

Branco

“deixa tudo junto a ti
os sonhos perto da almofada
os beijos debaixo da língua
o olhar dentro dos cabelos
o sorriso colado à vontade
as cócegas junto aos pés
o amor fora das caixas
vá, deixa tudo pronto
como se fosse agora a tua viagem”

O lado mais ligeiro do antílope

“Um mais um é um
Um menos um é um
A distância entre um e um é um
Uma paisagem presa nas garras de uma águia é um
Muitas maçãs a caírem de um quadro de Cézanne é um
Muitos grãos de trigo lançados num campo descoberto é um
Uma flôr de lotus entre dois futebolistas com os respectivos emblemas é um
Um carburador a rimar com o cajado de um pastor ou mesmo com as sandálias de um pescador é um
As contas de um colar ao acaso movidas por energia solar é um (…)”

Regras do mel e da flor

“Regras do mel e da flor” é (quase) uma antologia que recolhe material disperso, escrito e publicado entre 1990 e 1993. A primeira colecção, intitulada “Pequenos Sismos” foi publicada nos “Cadernos I”, do Círculo de Leitura(s) – Departamento de Literatura do Seminário Maior do Porto

Dos Líquidos

Das coisas que eu sei do céu será o nome de família para esta obra. Nome entregue à esperança dos amigos, não passado à letra do escritor. Os leitores poderão optar, na ousadia de chamar pelo último fruto de uma vida tão amadurecida.

Homens que são como lugares mal situados

“Homens que são como lugares mal situados
Homens que são como casas saqueadas
Que são como sítios fora dos mapas
Como pedras fora do chão
Como crianças órfãs
Homens sem fuso horário
Homens agitados sem bússola onde repousem (…)”

Informa-se que os serviços da Fundação Manuel Leão se encontram encerrados até 31 de agosto de 2017, por motivo de férias.

Qualquer informação pode ser obtida através de correio eletrónico fmleao@mail.telepac.pt.

Obrigado pela compreensão!