Comunicações

banner-4

Abertura do Seminário
Joaquim Azevedo

comunicação


Reformas que estão a transformar a educação escolar

Finnish education reform and Future School 
Marjo Kyllönen (Finlândia)

comunicação

 

Reforma dos Colégios Jesuítas da Catalunha
Joaquim Azevedo

Resumo
Decorre numa rede de escolas da Catalunha, colégios dos Jesuítas, um projeto de profunda reestruturação do modelo escolar, chamado Horizonte 2020. Esta comunicação descreve com algum pormenor quinze anos de caminho (1999-2015), alicerçados num sonho, realizados com determinação, coragem, abertura ao mundo atual e às suas inquietações, e solidificados numa inabalável esperança. Toda a comunidade foi envolvida, num processo de participação de enorme beleza. Veremos o que mudou, como mudou, que dificuldades se encontraram e como se superaram, onde está e para onde vai este novo Horizonte para a educação escolar?

comunicação

 

Em Portugal, o futuro já começou.

Equipas Educativas e organização do trabalho escolar
João Formosinho  .  Joaquim Machado

Resumo
Apresentam-se as características do modelo de organização da escola por Equipas Educativas por contraposição à organização por turmas independentes e evidenciam-se impactos no que concerne à satisfação dos professores, ao clima de escola e às aprendizagens escolares.

comunicação

 

Ensinar e aprender por Projetos Integradores no ensino profissional
Manuela Baião  .  Luísa Orvalho

Resumo
A partir do relato de experiências vivenciadas em Cursos Profissionais, nas escolas profissionais e, em particular, na Escola Profissional do Vale do Tejo, serão partilhadas as práticas pedagógicas inovadoras, que apostam em projetos integradores, numa efetiva organização colaborativa do trabalho escolar e numa gestão flexível do currículo modular.

comunicação

 

Comunidades Escolares de Aprendizagem Gulbenkian XXI
José Verdasca  .  Adelinda Candeias  .  José Luís Ramos .  Ana Cristóvão  .  Ricardo Monginho

Resumo
As “Comunidades Escolares de Aprendizagem Gulbenkian XXI” têm como referência os termos do Programa Gulbenkian ‘Qualificação das Novas Gerações – Promoção de Mudanças na Aprendizagem’. O ano letivo de 2014/2015 foi o primeiro ano de desenvolvimento do projeto nas escolas, tendo-se iniciado com uma coorte de alunos do 3º ano de escolaridade (no presente ano letivo no 4º ano), distribuídos por sete turmas de três escolas do Alentejo (Ponte de Sor, Vendas Novas e Vidigueira). No plano da organização curricular, inspira-se numa conceção curricular semiaberta no quadro de um compromisso que abrange, por um lado, a matriz curricular nacional e, por outro lado, a valorização e incorporação de outras fontes de conhecimento e aprendizagem, nomeadamente de âmbito local.
Tem como principal propósito contribuir para a promoção da qualidade das aprendizagens dos alunos e das suas capacidades habilitantes de raciocínio analítico e prático, de criatividade, resiliência e responsabilidade, criando, em estreita colaboração com os professores e agentes educativos da comunidade escolar ambientes estimuladores do desenvolvimento nos alunos de competências tecnológicas, socioemocionais e criativas.
Para além do alto patrocínio da Fundação Calouste Gulbenkian, o PMA-CEAG XXI conta com o apoio da SamSung através do fornecimento integral da componente tecnológica, designadamente, a introdução de tablets na sala de aula, num modelo 1:1 e a familiarização com o ambiente Samsung Smart School, bem como de outras entidades e parceiros como sejam o Centro de Ciência Viva de Estremoz com a realização em contexto escolar de atividades científicas proporcionando a possibilidade dos alunos interagirem, experimentarem e descobrirem ciência em torno das temáticas do currículo, ou o Serviço Educativo da Fundação Eugénio de Almeida com a realização de atividades em oficinas de aprofundamento curricular que enfatizam a experienciação da aprendizagem através de processos emocionais, cognitivos e metacognitivos, criativos e cinestésico-corporais.

comunicação

 

Escola da Ponte
Eugénia Tavares  .   Ana Moreira

Resumo
A Escola Básica da Ponte é uma escola pública que, desde 1976, tem vindo a procurar um sentido próprio na qualidade de educação que promove. Enquadrada num paradigma de racionalidade emancipatório foi, ao longo dos anos, desenvolvendo referenciais organizacionais, pedagógicos e metodológicos, construídos numa cultura reflexiva que instituiu internamente. Abrangendo o Pré-escolar, 1.º, 2.º e 3.º ciclos, defende desde sempre a promoção da autonomia e da consciência cívica dos alunos, privilegiando o seu progressivo envolvimento nas tarefas e na responsabilidade da sua aprendizagem e da gestão da escola.

comunicação

 

Que rumo para o sucesso na Zarco?
José Ramos

Resumo
Tendo como modelo a Escola Secundária João Gonçalves – Matosinhos, será feita uma viagem pelos diversos projetos que se encontram implementados. Serão explicados os fundamentos que levaram à sua criação e desenvolvimento bem como a sua relação com os resultados obtidos pelos alunos.

comunicação

 

FML-MCI-FR-001-002

Informa-se que os serviços da Fundação Manuel Leão se encontram encerrados até 31 de agosto de 2017, por motivo de férias.

Qualquer informação pode ser obtida através de correio eletrónico fmleao@mail.telepac.pt.

Obrigado pela compreensão!